• Cláudia Vidigal

Propósito de vida : será que você deveria saber?


Você sabia que uma queixa muito testemunhada na clínica é quando os planos realizados outrora não fazem mais sentido?

Você “tinha certeza” aonde queria chegar! Fez escolhas com base naquele seu objetivo! Ser rico, ser professora, trabalhar na empresa X, viajar o mundo, não se casar, se casar, ter filhos, não ter filhos, ajudar as pessoas, fazer mestrado e doutorado... e de repente, depois de percorrer a estrada que você julgou ser a ideal para alcançar o seu objetivo, você para num cruzamento, olha para trás e te dá um branco: você não sabe mais para onde ir ou por que está onde está e o sentimento de estar perdido te invade a ponto de derruba-lo em um quadro de angústia intensa e você fica lá, parado, sentado no cruzamento. Esquece de todos os pequenos obstáculos que superou na estrada escolhida e passa a observar as outras pessoas nas outras estradas que continuam certas da direção a percorrerem para alcançar determinado objetivo e a sua angústia aumenta.

Já se sentiu assim?

Ao observar tanto as outras pessoas tão "decididas", você começa a levar em consideração as escolhas delas para tentar sair do cruzamento. E você decide se levantar e sair rumo a estrada daquela pessoa mas depois de um tempo caminhando você torna a se angustiar e se vê diante de duas saídas: ou você volta para o cruzamento ou pega outra estrada. Daí você escolhe a estrada de outra pessoa e a coisa se repete: Ou você volta para o cruzamento ou pega a estrada de outra pessoa.

Ou você volta para o cruzamento para tentar entender o que está acontecendo com você ou passa a viver em função das escolhas alheias. Ambos os caminhos serão angustiantes, mas qual será mais legítimo e coerente com você próprio?

Ficar parado no cruzamento por um tempo sem saber para onde ir e o que fazer é muito difícil e você fica tentado a pegar as estradas dos outros. Só que essas estradas são dos outros, não são suas. Então, será que não e melhor ficar um tempo no cruzamento até decidir por si mesmo qual estrada tomar?

Outro ponto: o que você quer? Afinal, você, lá atrás, tinha certeza do que queria!

Escuto muito esse equívoco na clínica: a ideia de que as pessoas sabem o que elas querem. Fulano sabe exatamente o que ele quer, por que eu não consigo saber?

Será mesmo que as pessoas sabem o que elas querem? Será mesmo que as pessoas têm certeza da onde querem chegar?

Você achava que seu propósito de vida era X e, de repente, não sabe mais e acha que deveria saber, e isso te lança a buscar resposta no campo do Outro: lê vários livros de autoajuda, pergunta para as pessoas e, por incrível que pareça, você continua se sentindo perdido.

E aí eu te pergunto: Será que você deveria saber???? Será que as pessoas sabem de seus propósitos de vida??? Ou será que elas fazem uma ideia e vão atrás de descobrir se aquilo funciona ou não para elas? Será que não é preciso construir o seu propósito de vida a cada cruzamento?


#propositodevida #escolhas #cruzamentos #caminhosescolhidos #psicologia #psicologiacomamor #claudiavidigal #saudemental

0 visualização

Follow me

© 2023 by Nicola Rider.
Proudly created with Wix.com

 

Cel.: (11) 96381-3304